Você já ouviu falar da Síndrome do Olho Seco?

A Síndrome do Olho Seco é uma condição em que o olho produz menos lágrimas do que o necessário, o que é prejudicial para sua saúde ocular.

Essa síndrome tem diversas causas e agora, no inverno, ela tende a ser mais recorrente por conta do tempo seco e frio, que é característico dessa época do ano.

Mas antes, vamos entender o que realmente é a lágrima e qual a importância dela para manter seus olhos saudáveis.

Afinal, o que são as lágrimas e qual sua importância?

A lágrima é um líquido produzido constantemente pelas glândulas lacrimais e composto por água, sais minerais, proteínas e gorduras. Ela tem a função de manter os olhos hidratados, garantindo que eles estejam sempre lubrificados, limpos e protegidos de lesões causadas por agentes externos.

O que é a Síndrome do Olho Seco?

Bom, agora que você já entendeu o que são as lágrimas, como elas são produzidas e qual a importância que elas têm, fica mais fácil compreender o que é a Síndrome do Olho Seco e o motivo de ela ser um perigo real para seus olhos.

Então, vamos lá! Como já foi falado aqui, a Síndrome do Olho Seco acontece quando o olho não produz a quantidade suficiente de lágrimas para hidratar, lubrificar e proteger seus olhos. Dessa forma, ele fica mais vulnerável às lesões causadas por por poeiras, areias e outras substâncias estranhas, além de ficar desidratado e menos oxigenado.

Por que a Síndrome do Olho Seco acontece?

Existem algumas doenças ou situações que tornam mais propícia o desenvolvimento dessa síndrome. Entre elas estão:

  • Envelhecimento
  • Doenças sistêmicas, como Sjögren e artrite reumatoide
  • Usos de alguns medicamentos, que ajudam a reduzir a função lacrimal
  • Clima seco
  • Alta exposição à tecnologia
  • Exposição constante a ares-condicionados

Quais os sintomas dessa Síndrome?

Como o próprio nome já diz, um dos principais sintomas da Síndrome do Olho Seco é sensação de secura nos olhos. Além disso, eles costumam ficar mais vermelhos, a arder e coçar bastante também.

Outro sintoma bem comum é a sensação de “areia nos olhos” e a fotofobia.

E como é feito o diagnóstico e o tratamento?

O diagnóstico é feito de forma clínica. Por isso é tão importante procurar por um médico no caso de sintomas. Além disso, existem alguns exames, como o teste de Shirmer, que avalia se o olho está produzindo a quantidade necessária de lágrimas ou não.

Depois que o diagnóstico for feito, o oftalmologista irá indicar o tratamento mais adequado. Mas em geral, utiliza-se colírios ou pomadas lubrificantes, que ajudam a aliviar a sensação ruim. Porém, para de fato acabar com o problema, é importante tratar a causa da síndrome.

Que tal algumas dicas para quem sofre com essa Síndrome?

  • Busque um oftalmologista e siga as orientações dele.
  • Para quem sofre com a Síndrome do Olho Seco, se adaptar às lentes de contato pode ser mais difícil. Por isso, é muito importante ficar atento à hidratação e oxigenação das lentes e dê preferência às lentes de descarte diário.
  • Utilize colírios receitados pelo médico.
  • Em épocas mais frias e secas, como no invernos, utilize umidificador de ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *