surto de gripe e conjuntivite

Entenda ligação entre surto de gripe e conjuntivite

Há uma relação direta entre surto de gripe e conjuntivite, ambos aumentam juntos. Ou seja, isso é devido a anatomia do nariz e olhos se conectarem. Logo, pode entrar pelas narinas, causando irritação da membrana ocular.

Surto de gripe e conjuntivite: conectados pela anatomia

A conexão entre os olhos e o nariz deve-se pelo ducto lacrimal que os liga. Então, o vírus pode ter a narina como entrada, chegando até a superfície ocular. Além disso, é possível coçar a região e transferir com as mãos.

O ideal é evitar coçar os olhos e nariz, principalmente a região da visão. Ou seja, as mãos sujas podem transportar diversos patógenos e sujeiras. Assim, causar doenças, infecções e problemas oculares.

Para evitar o surto de gripe e conjuntivite, cuidados básicos são essenciais. Por exemplo, manter a limpeza das mãos e o distanciamento de quem apresenta sintomas gripais. Por fim, buscar auxílio médico para tratamentos.

Uso de máscara é fundamental

Outro fator muito importante para evitar a disseminação de patógenos é a máscara. Afinal, ela evita que partículas e aerossóis se espalhem e infectem outras pessoas. Além disso, álcool 70% e distanciamento social são essenciais também.

Principais sintomas de gripe e conjuntivite

Sabe-se que há períodos em que há o aparecimento dos sintomas de gripe. Além disso, ocorre um aumento de pessoas com a doença. Então, buscar auxílio médico e tomar a vacina contra gripe são fundamentais.

Dentre os sintomas mais comuns apresentados por quem tem gripe pode ocorrer:

  • Tosse e congestão nasal;
  • Dor de garganta e espirros;
  • Febre e coriza;
  • Dor nas articulações e de cabeça.

É importante atentar-se quanto aos sinais e períodos de surto de gripe e conjuntivite. Bem como, quanto aos principais sintomas de conjuntivite que são:

  • Sensação de areia;
  • Vermelhidão dos olhos;
  • Pálpebras inchadas e sensibilidade à luz;
  • Produção de secreção de cor amarela que deixa os olhos “colados”;
  • Lacrimejamento constante;
  • Coceira.

Ao notar qualquer um desses sintomas e incômodos, evitar coçar os olhos é essencial. Ainda mais, que isso pode espalhar a infecção e causar a doença em outras pessoas. 

Foto: Todo cuidado é pouco diante do surto de gripe e coronavírus.

Cuidados após gripe associada a conjuntivite

Quando ocorre um surto de gripe e conjuntivite alguns cuidados devem ser tidos para minimizar. Ou seja, diminuir a taxa de infecção e a disseminação da doença. Por exemplo:

  • Lavar as mãos com água e sabão;
  • Lavar os olhos com água morna várias vezes ao dia;
  • Utilizar compressa com água gelada para diminuir incômodos;
  • Fazer uso de colírios quando receitados pelo médico;
  • Evitar locais com várias pessoas;
  • Não coçar os olhos ou nariz;
  • Utilizar máscaras;
  • Utilize álcool em gel 70%;
  • Mantenha o ambiente ventilado;
  • Não compartilhe itens de uso pessoal;
  • Beba bastante água para hidratação;
  • Use óculos ao invés de lentes de contato.

A prevenção é a chave de tudo para manter a contaminação sob controle. Bem como, manter o distanciamento neste período de pandemia. Afinal, o surto de gripe e conjuntivite está ocorrendo junto com o de Coronavírus.

Caso tenha algum sintoma, não deixe de procurar um médico de confiança para realizar os exames necessários.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *