dormir com lentes

Dormir com lentes de contato e os riscos à saúde ocular

Quando nos habituamos ao uso, dormir com lentes de contato parece algo tentador. Principalmente, após um dia cansativo ou uma festa. E mesmo com o alerta dos oftalmologistas, há quem torne esta prática um hábito.

No entanto, os problemas oculares provocados podem ser mais sérios do que você imagina. Nesse sentido, separamos para você as principais informações sobre o assunto.

Evite dormir com lentes de contato

As lentes de contato ganharam o gosto de muitos usuários pelo fato de serem discretas. Nesse sentido, a tecnologia tem sido utilizada para tornar este acessório ainda mais confortável. Mas nem por isso você deve prolongar o uso.

Principalmente durante o período noturno. Visto que, após um dia cansativo é comum bater aquela vontade de dormir com lentes. Entretanto devemos lembrar que a região ocular é muito sensível.

Durante a noite por ser um momento de descanso e os olhos estarem fechados. De fato, a lubrificação ocular torna-se mais reduzida se comparada com o período diurno. Assim um objeto estranho poderá causar problemas.

Lentes grudadas no olho

Dormir com lentes de contato pode ser arriscado devido a sua necessidade de lubrificação constante. E mesmo aquelas com característica porosa possuem em algum grau a capacidade de absorver umidade.

Como durante a noite a produção de lágrimas é muito baixa para hidratar este material. Provavelmente, as lentes ressecaram e você terá dificuldades para fazer a remoção no dia seguinte. Pois elas irão se aderir a superfície do olho.

Inflamação ou irritação ao dormir com lentes

Devido a baixa lubrificação e oxigenação dos olhos ao dormir com lentes, pode ocasionar ceratite. Isto, trata-se de uma inflamação da córnea originada pela presença de microrganismos. Dentre os sintomas estão:

  • Olhos vermelhos;
  • Sensibilidade a luz;
  • Embaçamento da visão;
  • Dores e lacrimejamento.

Além disso, se não cuidada precocemente a ceratite poderá evoluir para um quadro mais sério. Ou seja, poderá se transformar em uma infecção. Mas este não é o único problema ocasionado pela fata de oxigenação e lubrificação ocular.

Neste aspecto, um dos problemas mais comum é os casos de irritação. Pois, geralmente ela é provocada pelo atrito entre a lente e o globo ocular. No entanto, a mesma também poderá ser uma resposta alérgica às soluções de limpeza utilizadas.

Ambos problemas aqui citados possuem sintomas semelhantes. Contudo, a principal diferença da irritação é a presença da sensação de coceira. Visto que esta é nossa resposta imune.

dormir com lentes

Dormir com lentes aumenta riscos de infecção

Como mencionamos acima, dormir com lentes pode causar problemas que evoluem para uma infecção. Por conta disso, caso você identifique condições semelhantes busque por um oftalmologista. Afinal, o tratamento deverá ser iniciado precocemente.

Já que dependendo do organismo responsável pela infecção o resultado poderá ser a córnea perfurada. Consequentemente, caso isto ocorra, este problema irá atingir partes mais internas do olho.

Um parasita muito comum neste tipo de problema é a ameba Acanthamoeba keratitis. Pois a mesma, é comumente encontrada em rios, lagos, piscinas entre outras áreas úmidas. Por isso, é importante fazer uma boa desinfecção ao sair destes locais.

Cuidados antes de dormir

Para evitar a ocorrência de algum dos problemas citados, evite dormir com lentes de contato. Pelo contrário, busque manter uma rotina de descanso e cuidados com sua visão. Nesse sentido separamos algumas dicas:

  • Higienizar bem as mãos para evitar a contaminação de microrganismos;
  • Remover as lentes e realizar a limpeza com os produtos adequados;
  • Manter o estojo de armazenamento sempre limpo;
  • Evite guardar lentes de contato no banheiro, pois é um ambiente rico em patógenos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *